Marketing de Afiliados. O que é? Como funciona?

Marketing de Afiliados: Como Ganhar Dinheiro com ele

O que é Marketing de Afiliados? Como ganhar dinheiro com o Marketing de Afiliados? Marketing de afiliados funciona? Quais são as melhores plataformas de marketing de afiliados?

Atualmente, o marketing de afiliados é uma forma muito lucrativa de gerar renda passiva. Graças a grande variedade de e-commerces, promover os produtos ou serviços de terceiros é talvez o melhor negócio online que você pode fazer.

Porém, lembro que os lucros nesse tipo de negócio não vêm rápido com esse tipo de negócio. Mas, como qualquer outro negócio, com empenho, e uma estratégia coerente e sólida você pode ganhar dinheiro com o marketing de afiliados.

Para te ajudar a dominar o marketing de afiliados, elaborei este guia que explica todos os aspectos, as definições e as práticas desse tipo negócio.

O que é o marketing de afiliados?

Primeiramente, o marketing de afiliados é uma estratégia de negócios que gera receita através de uma recomendação. Atualmente, sua aplicação mais comum tem sido a recomendação de produtos e de serviços digitais. Do mesmo modo, sua aplicação ocorre com as práticas e com as ferramentas utilizadas para a monetização.

Ou seja, é uma ideia de negócio online lucrativo que funciona através de uma relação colaborativa entre marcas, que buscam promover e vender seus produtos, e um afiliado. Enfim, esse afiliado recebe uma comissão por seus resultados. Assim sendo, cada vez que o afiliado promove os produtos e os serviços em seus canais de preferência, e que ele efetua uma venda, ele recebe uma comissão por essa venda.

É interessante e é um negócio lucrativo para a empresa. Afinal, ela só pagará quando um de seus produtos for realmente vendido. Além disso, seus produtos e seus serviços terão uma divulgação muito maior. Do mesmo modo, a um custo muito mais baixo. Igualmente é um negócio lucrativo para os afiliados. Afinal, eles podem construir um negócio inteiro de forma automática e com baixo custo. Ou seja, esse modelo lhes permite ganhar dinheiro online ou ganhar um dinheiro extra.

Se você está interessado em criar um site que gere receita passiva por meio do marketing de afiliados, recomendamos os seguintes cursos e serviços.

Como funciona o marketing de afiliados

Para começar, avalie essa modalidade de como gerar renda passiva online. Então é importante que você saiba que existem 3 conceitos fundamentais que você deve dominar. Afinal, eles são base para esse tipo de estratégia de marketing.

O Anunciante

É a empresa ou a pessoa que disponibiliza a promoção de seus produtos e serviços por meio de um anúncio ou de um link vindo de uma plataforma de afiliados. Porém, o anunciante não paga pela divulgação e pelo uso de seu link do afiliado ou post. Mas, paga para quem o divulgou ou o usou a cada vez que ele realizar uma conversão completa. Ou seja, de acordo com a ação determinada pelo anunciante ao afiliado. As plataformas mais comuns para essa divulgação são um blog ou um site. No entanto, as redes sociais também se tornaram um canal fundamental para lucrar com esse tipo de negócio online.

O Afiliado

Para começar, ele funciona como um parceiro. Sendo assim, se você quiser ser um afiliado, você será o responsável e o dono do canal de promoção dos produtos e serviços. Portanto, nesse tipo de negócio online você concorda em recomendar os produtos e serviços da empresa em troca de receber uma comissão por cada venda que você realizar. 

Obviamente, fica claro que você apenas divulgará produtos e serviços pertinentes ao negócio online do seu site ou blog. Da mesma forma, divulgará as coisas que são úteis ou desejadas por quem visita seu blog ou segue você.

Por exemplo, mão adianta você querer divulgar produtos ou serviços para bebês em seu blog ou site se você fala sobre finanças. Afinal, a chance de você vender algo seria muito remota. 

É o link que levará uma pessoa ao site ou aos produtos e serviços anunciados. Enfim, esses links têm um código único que serve para identificar o afiliado e então comissioná-lo. Normalmente é um código que identifica que aquele link é do afiliado “X”. Do mesmo modo, você pode acompanhar a performance do seu código para verificar a rentabilidade alcançada. Igualmente, as comissões a serem cobradas da empresa.

Frequentemente, a própria plataforma de afiliados, ou a empresa, disponibiliza um relatório para que você possa fazer esse acompanhamento.

Você também pode marcar com pixel todas as páginas, os links e os anúncios divulgados. Assim, poderá fazer todo o acompanhamento deles na plataforma que você fez a sua divulgação.

Não perca mais comissões. Assegure-se de sempre marcar seu pixel e não perder as suas vendas com as Ferramentas Ninja

Para começar, você deve aderir a um programa de afiliados lucrativos. Ou, da mesma forma, entrar em contato diretamente com as empresas para se oferecer como parceiro. Normalmente os programas de afiliados já têm uma comissão pré-definida a ser paga pela venda de um por produto ou serviço. Estas comissões podem ser pagas de diversas maneiras. Então, fique atento ao se afiliar a algum produto. Seguem abaixo os tipos de comissionamento existentes:

Conversão

Click

Você recebe a comissão de acordo com o número de visitantes que você levou para o produto, para o serviço ou para a página.

Formulário

Você recebe a comissão toda vez que um usuário que você indicou preenche completamente um formulário. Afinal, ele passa a ser um lead qualificado.

Vantagens e desvantagens dos programas de marketing de afiliados

O marketing de afiliados, como qualquer negócio, tem os seus prós e os seus contras. Portanto, listo abaixo ambos. Assim, você poderá chegar à conclusão se esse é o tipo de negócio online que você busca para ganhar dinheiro online ou para ganhar dinheiro extra.

As vantagens do marketing de afiliados

  • Não há necessidade de criar os produtos. Da mesma forma, não é preciso fazer toda a gestão administrativa e nem a logística do negócio online.
  • O suporte ou o atendimento ao cliente não é sua responsabilidade. Mas, sim da empresa a quem você se afiliou.
  • Uma vez que você cria uma boa estratégia, esse negócio pode ser um negócio lucrativo. Por conseguinte, exigirá pouca administração de sua parte.
  • A sua atuação é temporal. Ou seja, você age de acordo com o seu tempo e a sua disponibilidade. Portanto, isso te trará uma maior flexibilidade Logo, você poderá trabalhar com diferentes empresas. Por conseguinte, após efetuar os testes, poderá escolher as mais favoráveis e as mais lucrativas para o seu negócio.
  • Ao recomendar os produtos e os serviços de qualidade, que ajudam ou resolvem um problema dos visitantes do seu site ou blog, você melhora a sua reputação.
  • Por fim, as empresas podem crescer sem correr riscos. Finalmente, elas conseguem adquirir uma excelente força de vendas sem ter que investir tanto. Afinal, ela paga apenas as comissões de seus afiliados sem ter que selecionar, contratar e ter gastos empregatícios com funcionários para a área comercial.

As desvantagens do marketing de afiliados

  • Em primeiro lugar, montar sua estratégia de marketing de afiliados pode levar um tempo considerável. Portanto, isso depende do seu conhecimento inicial sobre o marketing digital. Igualmente, sobre o marketing de afiliados. Mas lembre-se, você deve construir uma base bem sólida. Ou seja, como se estivesse vendendo seus próprios produtos ou os seus próprios serviços.
  • Em segundo lugar, a quantidade de divulgações, de anúncios e de promoções, que você pode fazer em um determinado período de tempo, é limitada. Ou seja, você não pode, e não basta, simplesmente vender. Por exemplo, o excesso de links de afiliados pode resultar em penalidades do Google. O Facebook também não aceita mais os links de afiliados. Portanto, ao usá-los o Facebook pode bloquear a sua conta de anúncios. Então para o Facebook é necessário que o link seja mascarado com o bit.ly por exemplo, ou com um link da sua estrutura, como os que a Ferramentas Ninja são capazes de criar.
  • Por fim, se uma empresa escolher um afiliado ruim, perderá tempo e recursos investidos na criação de links, de imagens ou de banners.

Como começar com o Marketing de Afiliados? Saiba o básico para criar uma página de afiliados

Todas as sugestões abaixo são indispensáveis e obrigatórias.

Crie credibilidade.

Para começar, entenda que não se trata de enganar as pessoas ao recomendar qualquer produto. Ou seja, você deve recomendar aqueles que você usaria. De igual maneira, os que fazem parte do seu dia a dia, do seu trabalho, da sua paixão ou do seu estilo de vida. Portanto, entenda e respeite as necessidades do seu público. Do mesmo modo, tenha em mente que a sua opinião será considerada valiosa pelos seus seguidores ou pelos seus leitores. Sendo assim, seja sincero e verdadeiro com aquilo que você está divulgando.

Antes de se afiliar à um produto ou à um serviço, responda a você mesmo às seguintes perguntas:

  • Eu confio nesse produto ou serviço?
  • Eu considero que ele tem qualidade?
  • Qual o diferencial dele?
  • Ele pode atender à necessidade ou resolver um problema do meu seguidor ou leitor? 

Não se esqueça que está em jogo a sua própria reputação. Do mesmo modo, você ganhará comissões graças à sua reputação. Portanto, divulgue apenas aquilo que seja positivo para a sua imagem ou para a imagem do seu site ou do seu blog.

Recomende apenas o que você gostaria de comprar.

De acordo com a sugestão anterior, não promova descaradamente o produto ou o serviço. Afinal, você também é um consumidor. Portanto, gosta que o gasto do seu dinheiro valha a pena. Então, não tente enganar as pessoas dizendo que você comprou tal produto ou tal serviço. Igualmente, não faça falsas promessas.

Além disso, as pessoas confiarão mais em você se você contar sua experiência como comprador. Ou seja, tente acrescentar explicações e sua experiência com o produto ou serviço em suas recomendações. Conte aos seus seguidores ou visitantes qual foi a sua experiência de uso. Do mesmo modo, partilhe os seus sentimentos. Por conseguinte, mais pessoas se sentirão seguras e encorajadas a comprá-lo.

Seja relevante.

Deve haver coerência entre o seu site ou o seu blog e a sua área de conhecimento ou negócio. Igualmente você deve conhecer bem o nicho que você deseja atender com os produtos ou com os serviços a serem promovidos. Portanto, aqui, ser relevante é entender o que seu público precisa. De igual maneira, é procurar e lhe oferecer as coisas que possam ser do interesse dele.

Não venda. Mas, aconselhe.

Seu site ou seu blog será um lugar onde os usuários buscarão informação. Sendo assim, você deve ajudar as pessoas a conseguirem algo que você poderá lhes oferecer através do seu conhecimento. Da mesma forma, que a sua recomendação se torne um valor agregado para elas. Ou seja, você deve fazer o papel de um guia. Portanto, e o mais importante, ofereça conteúdo útil ao seu público.

Por fim, os seus links de afiliados devem aparecer naturalmente, de acordo com o seu nível de experiência e com a relevância dos mesmos ao assunto que está sendo tratado.

Mas, atenção! Se as pessoas visitam a sua página elas só encontram promoções, provavelmente elas sairão dela. Consequentemente, podem nunca mais voltar. Portanto, não exagere!

Não pense no curto prazo.

A saber, o marketing de afiliados é um negócio lucrativo. Do mesmo modo, ele é ótimo para gerar renda passiva online. Mas, ele não é um negócio imediato cujos resultados você verá no curto prazo. Portanto, você deve:

  1. Em primeiro lugar, estabelecer uma relação de confiança e e uma relação de valor com o seu público
  2. Em segundo lugar, posicionar bem o seu conteúdo
  3. Paralelamente, você deve criar autoridade. Ou seja, se transformar em uma espécie de referência, de guru ou de influenciador sobre aquele tema.
  4. Por fim, você poderá promover os produtos e serviços. Assim, conseguirá obter resultados reais.

Como criar uma página de sucesso para o marketing de afiliados?

1. Conheça muito bem o produto ou serviço que você vai divulgar. Da mesma forma, conheça muito bem o nicho de mercado que você vai trabalhar.

Para começar, é de fundamental importância que você aprenda as técnicas e os conceitos do marketing digital, ou marketing online como muitos o chamam. Mas você tem que começar de alguma forma a pô-las em prática. 

Ao dominar e conhecer profundamente os detalhes de um produto, você conhecerá suas qualidades. Da mesma forma, quais os problemas ele é capaz de resolver. 

Por outro lado, conhecendo um nicho de mercado, você é capaz de medir e de segmentar um grupo de compradores. Portanto, você saberá que tipos de produtos que eles querem comprar.

Um nicho de mercado é um tema, um assunto, um segmento do mercado. Como por exemplo, dietas.

Existem também os micro nichos. Eles nada mais são do que nichos menores dentro de um nicho. Como por exemplo, dietas para pessoas hipertensas.

2. Crie um blog

Este será o seu canal para publicar o seu conteúdo. Certamente, ele será a principal fonte de tráfego de clientes potenciais para o produto a ser promovido. Enfim, para criar o seu blog talvez você precise conhecer alguns parâmetros básicos que o ajudarão a construí-lo.

Hoje em dia construir um blog é muito fácil. Igualmente, é intuitivo e não requer nada de conhecimento em programação. Basta você buscar informações na Internet. Ainda, você pode fazer um curso de marketing digital ou de construção de um negócio online.

3. Conheça um pouco sobre o SEO (Search Engine Optimization)

Certamente, depois de ter seu blog e alguns artigos postados, você deve ganhar visibilidade. Enfim, seu conteúdo é inútil se ninguém o vê. 

Portanto, a otimização de SEO é importantíssima para ajudá-lo a aparecer nos mecanismos de busca. Ou seja, no Google, no Yahoo e etc. Basicamente, você aparece nesses mecanismos de busca, ou buscadores, quando você usa um termo relevante e que está relacionado ao seu conteúdo. Não só no seu texto. Mas também, em palavras-chave de seu conteúdo.

Aqui, os critérios de gerenciamento de palavras-chave, de otimização de links, de hierarquia de informações, de relevância e de autoridade tem um papel importantíssimo. 

Certamente você consegue informações de como fazer o SEO do seu site online. Porém, todos os cursos de marketing digital e de marketing online te ensinam de forma didática a escolher, a instalar e a usar as melhores palavras-chave e ferramentas de SEO. Além disso, eles te ensinam as melhores estratégias de SEO para o seu marketing de afiliados.

Por fim, existem profissionais e empresas que você também pode contratar para fazer esse trabalho. Eles poderão ajustar o seu site, o seu blog, ou o seu e-commerce com todos os aspectos técnicos de SEO.

4. Inscreva-se em programas de marketing de afiliados, ou plataformas para marketing de afiliados, conhecidos

Como mencionei anteriormente, você pode entrar em contato diretamente com as empresas para promover os produtos e os serviços dela. Mas, isso pode levar muito tempo. E “tempo, é dinheiro” como dizem.

Então, recomendo que você busque um programa de afiliados já existente. Mais abaixo vou listar alguns para que você veja se eles funcionam para você. Seguramente, buscar por este tipo de programa de afiliados será mais fácil. Do mesmo modo, mais rápido. Em alguns programas de afiliados, você já consegue fazer a sua afiliação de produto instantaneamente. 

Por fim, esse tipo de programa de afiliados, já tem uma estrutura parruda por trás. Ou seja, toda preparada e muito especializada para trabalhar com o marketing de afiliados. Por conseguinte, com os afiliados inscritos em suas plataformas.

5. Consistência

Mesmo que no momento você não possa dedicar 100% do seu tempo e apenas queira ganhar algum dinheiro extra no longo prazo, o marketing de afiliados pode te proporcionar grandes oportunidades.

Mais importante que o tempo dedicado, é a constância. Ou seja, você pode determinar que fará publicações uma vez por semana ou em um dia e hora determinados. Portanto, seja constante e não falhe nessas publicações.

6. Abra uma conta bancária à qual você pode associar os programas de afiliados em que você se inscreve.

Este é um aspecto administrativo. Mas, não menos importante. Fique atento, pois alguns programas de afiliado não aceitam contas bancárias e registros de pessoas físicas. Do mesmo modo, há os programas de afiliados que exigem emissão de nota fiscal.

Se você ainda é pequeno, e não tem lucro suficiente para abrir uma MEI, busque os programas de afiliados que aceitam pessoas físicas para fazerem seu marketing de afiliados.

E se você crescer, então abra uma MEI. Aí então, volte a buscar os programas de afiliados que a exigem.

7. Busque provedores de serviços de confiança e que facilitem o seu dia a dia.

Aspectos relacionados ao domínio do seu site, ou seja, www.nomedomeublog.com.br, à hospedagem do seu blog, ao design e à programação serão muito relevantes. Hoje em dia existem diversos provedores. Este site por exemplo, utiliza a Hostgator para isso.

Da mesma forma, utilize materiais criativos para divulgar o seu blog tanto em redes social. De igual maneira, para divulgar os anúncios pagos ou como também são conhecidos, os anúncios patrocinados. Existem diversas ferramentas gratuitas para você criar os seus posts e materiais criativos.

O mais conhecido é o Canva.com. Este site, já vem com uma infinidade de modelos prontos para você usar. Ou seja, você facilmente troca só o texto, e se quiser, a imagem, e já tem seu material pronto. Até um logotipo você conseguirá fazer com o Canva.com.

Porém, ainda que seja fácil você pode aprimorar o seu conhecimento com cursos como o Canva para Negócios. E ainda, comprar um pacote de modelos para o Canva.com diferenciado, que poucas pessoas têm. Assim, o seu risco de fazer um layout que outra pessoa, ou afiliado, estão usando, é muito menor.

Igualmente, é importante que você utilize uma ferramenta para o armazenamento de seus cadastros e de criação e de envio de e-mail marketing.

Existem diversas ferramentas úteis e que são utilizadas pelos afiliados. Aqui seguem algumas.

Portanto, se tiver uma ferramenta de automação de marketing, melhor ainda. Ou seja, ferramenta de automação de marketing, é um tipo de ferramenta, onde você configura ações para que elas sejam feitas automaticamente. Por exemplo, você pode criar uma uma sequência automática de e-mails. Ou seja, assim que a pessoa se inscreve em seu site, e o seu contato entra no armazenamento dos seus contatos, a ferramenta automaticamente envia para a pessoa um e-mail agradecendo o cadastro.

A partir daí, você pode criar vários e-mails que podem ser enviados automaticamente para a pessoa. Igualmente, pode determinar em que periodicidade ela enviará esses e-mails. E ainda pode determinar, que os e-mails sejam apenas para um determinado tipo de contatos. Como por exemplo, pessoas do Estado “X”.

Seguramente, será difícil encontrar este tipo de serviço gratuito. Mas o líder de mercado para as pessoas que trabalham com marketing de afiliados é a leadlovers.com. Por exemplo, muitos dos os e-mails que você recebe do site Me Reinvento são criados, automatizados e enviados pela Leadlovers.

Porém, se você não entende e não quer entender de nada disso, você pode contratar profissionais freelancers para fazê-lo por você. Muitos fazem um trabalho incrível e com qualidade.

Mas não esqueça, todos esses itens que listei acima, são fundamentais para um negócio online de sucesso dentro do marketing de afiliados. Em muitos casos investimentos podem ser nulos, ou muito baixos. Mas, esse baixo investimento a médio e longo prazo compensará.

O Marketing de Afiliados vale a Pena? Consigo ganhar dinheiro com o Marketing de Afiliados?

1. Escolha o nicho correto

Primeiramente, você deve escolher um de mercado com o qual você possa lucrar. E que seja um nicho bastante buscado. Do mesmo modo, que possa atender às necessidades das pessoas. Portanto, leve sempre em conta os seguintes aspectos:

Um nicho que você tenha conhecimento e que te apaixone

Fazer algo que não temos interesse e nem paixão é uma perda de tempo. Do mesmo modo, fazer algo que não conhecemos nada. Ou seja, nem sobre o tema ou nem sobre o nicho. Pense que para oferecer um conteúdo valioso você precisa saber exatamente do que está falando. Da mesma forma, tem que saber gerenciar as necessidades e os questionamentos do seu público sobre esse tema.
Ainda, você terá que ter uma dedicação constante. Igualmente, deverá estar disposto a ajudar essas pessoas com suas dúvidas ou com suas solicitações. Portanto, entrar em um nicho ou mercado porque você acredita ou ouviu falar que ele é lucrativo não é o suficiente. Seguramente, você irá fracassar. A não ser que você dedique muito tempo em entender desse nicho de mercado.

Busque saber o tamanho do seu mercado

Medir o mercado no qual você deseja vender te trará uma visão exata sobre as necessidades do seu consumidor. Então, para escolher o mercado, considere também a sua concorrência. Ou seja, quanto maior for a sua concorrência, maior será a competição com um negócio online.
Ou seja, pode significar que os seus concorrentes já estão mais consolidado que você, e que talvez você não consiga achar um espaço nesse mercado.

Segmente seu nicho até achar um nicho ou micro-nicho com mais oportunidades de negócio

Por exemplo, se você quer começar no mercado de dietas, essa primeira escolha por si só é muito vaga e muito ampla. Certamente, se você optar por dietas Vegana, você achará um nicho com necessidades mais específicas, talvez com menor concorrência e com melhores taxas de conversão

Por fim, evite trabalhar com um mercado totalmente novo. Do mesmo modo, que seja um mercado extremamente complexo. E ainda, que esse mercado exija muito investimento para que o seu negócio online comece.

2. Escolha os produtos corretos para o seu público-alvo

Que solucionem um problema

Ou seja, esses produtos devem focar em melhorar ou simplificar a vida do seu público. Leve em consideração a qualidade e a relevância do produto. Como por exemplo, um curso de dietas Vegana.

Que você possa criar muitos artigos

Enfim, se você atrai o seu público com o seu conteúdo, busque por algo que você sempre tenha conteúdo novo para postar. Ou seja, que possibilite que você sempre tenha algo novo a dizer. Ou, em contrapartida, que permita que ao menos você escreva artigos suficientes sobre o tema.
Enfim, como você pode avaliar isso? Seguramente na Internet, e nos buscadores, você pode verificar o quanto existe de informação sobre o assunto ou tema escolhido. Então, é só fazer uma busca por palavras-chave pertinentes à esse tema.

Que te paguem boas comissões

Portanto, analise este ponto a seguir bem detalhadamente. Geralmente, um produto mais caro paga uma comissão mais alta do que um produto barato. Porém não é uma regra. Afinal um produto barato, pode te pagar uma comissão em % boa, vender muito mais, e você pode ganhar muito mais no volume. Então, atente-se principalmente a % de comissão que é indicada no programa de afiliado que você se inscrever.
Por fim, verifique se há margem, com o valor que você receberá de comissão, para você divulgar o produto com anúncios. Certamente, você não vai querer gastar mais em anúncios do que a comissão de venda de um produto que vai receber.

3. Analise a sua concorrência

Seguramente, acompanhar de perto o que a sua concorrência está fazendo é importantíssimo.. Essa análise te trará 3 grandes perguntas e alguns conhecimentos. 

Então, para conseguir essas respostas:

Analise as páginas que são referência no seu nicho

É fundamental que você também consulte um especialista em SEO. Entretanto, você consegue saber e analisar a autoridade do seu site e do da sua concorrência com a instalação de algumas extensões do Google. Como por exemplo, o Seo Quake, o MozBar, o Woorank e o SEO – Detective. Além disso, avalie bem como a sua concorrência se comunica. Da mesma forma, o que eles oferecem. Por fim, veja como você pode ser original e único com o seu conteúdo. Afinal, esse poderá ser um dos seus grandes diferenciais.

Analise os termos de pesquisa, ou palavras-chave do seu nicho, da sua concorrência e de seus produtos ou serviços.

Então, classifique-os de acordo com a jornada de compra do seu usuário. Porém, entenda que a jornada de compra é diferente para cada pessoa. Ela não é igual para uma pessoa que está em busca de aprender, ou saber como um produto funciona, e outra que está comparando produtos e quer ler mais sobre o produto fazer a sua decisão de compra. Certamente, a segunda opção, está baseada na intenção de compra. Logo, esta pessoa está em um estágio mais avançado do seu funil de vendas. Por fim, a conversão está mais fácil e mais rápida de acontecer na jornada deste comprador.

4. Crie seu conteúdo baseado na sua pesquisa de palavras-chave

Para começar, escreva um conteúdo informativo sobre o seu nicho. Seguramente essa é a melhor forma para atrair um grande público relacionado ao seu objetivo. No entanto, as opções podem ser muito variadas. Enfim, pode depender do tipo de abordagem que você quer ou pode utilizar. Como por exemplo, o conteúdo de listagem, as perguntas, os tutoriais. Igualmente, os reviews, o unboxing, as dicas, as guias e etc. Enfim, os conteúdos úteis para as pessoas e que as levarão até o seu blog. Seguem algumas ideias:

Listas

Normalmente começam com um número. Ele representa a quantidade de coisas que você vai listar sobre um determinado assunto. Como por exemplo, 10 refeições saudáveis para ficar em forma.

Perguntas

Ensinam o seu usuário a fazer algo passo a passo. Como por exemplo, Como criar uma empresa no Google e aumentar a visibilidade

….funciona?….é bom?

São conteúdos que falam sobre um produto ou serviço. Ou que mostram como foi o recebimento, a abertura, a análise e a conclusão final sobre um produto comprado. Como por exemplo, Curso Net Milionário funciona mesmo?  

Baseado no FAQ do seu site ou do seu blog

Dê uma olhada nas perguntas frequentes dos produtos . Então, crie conteúdo relacionado à eles. Afinal, se as pessoas perguntam sobre alguma coisa, certamente esses assunto e as suas palavras-chave podem ter bastante pesquisa nos buscadores. Por exemplo, no seu FAQ existem muitas perguntas sobre o que é Bitcoin. Então você escreve algo como: O que é Bitcoin?

Como…?

Conteúdos que explicam como fazer algo? Do mesmo modo, como algo funciona? Como por exemplo, Como fazer um jantar saudável e leve? 

Guias

São guias para serem seguidos. Funciona parecido com o “Como”. Como por exemplo, Como colocar sua pequena ou média empresa online: Guia passo a passo

Artigos de informação geral sobre um determinado tema

Aprenda a reprogramar a sua mente

5. Utilize os Conteúdos Transacionais

São os tipos de conteúdo que focam nos usuários que estão mais determinados a comprar de acordo com o ponto em que se encontram na jornada de compra. Então, aqui entendemos a real importância de classificar as palavras-chave. Do mesmo modo, saber quais são os termos mais relevantes para criar um conteúdo que incentive a compra. Por fim, alguns exemplos:

Como encontrar o programa de marketing de afiliados correto?

Veja as 2 melhores maneiras de ingressar em um programa de afiliados

Pontos para você levar em conta ao começar no Marketing de Afiliados

Para escolher o programa de afiliados que melhor se adapta para você e o seu negócio online, é importante que você leve em consideração o tempo de conversão que o produtor ou empresa consideram para o seu cookie, a quantidade e o valor em % das comissões e o tipo de comissão.

Comissão

Para começar, o cookie é um rastreador que é instalado automaticamente nos navegadores dos visitantes de um site. Enfim, ele serve para identificar que o visitante ou comprador chegou até um site vindos do seu site ou blog. Os programas de afiliados atribuem um tempo de conversão para esse cookie. Portanto, se a pessoa decidir comprar o produto futuramente, o cookie possibilita que você ainda receba a sua comissão. Sendo assim, é muito importante que você se atente ao tempo de conversão do cookie que a empresa ou produtor oferecem. Esse tempo pode ser de 1 dia até um mês. Em conclusão, quanto mais tempo de conversão do cookie você tiver em um produto, maiores serão as chances de você receber a sua comissão por ele.

2. Porcentagem de vendas

A saber, alguns programas de afiliados possuem uns percentuais de comissionamento mais altos que outros. Enfim, isso depende muito da empresa que está buscando afiliados neste tipo de programa. Do mesmo modo, dependerá da concorrência. Ou seja, quanto o produto concorrente paga de comissão ao afiliado?

Em mercados mais competitivos, normalmente as comissões são mais altas. Do mesmo modo, pode ser que a empresa queira ver seu produto crescer rapidamente e ser divulgado em massa. Então ela opta por uma estratégia mais agressiva de marketing de afiliados. Portanto, ela decide pagar comissões maiores. Assim todos os blogueiros vão querer promover os seus produtos. Enfim, sorte a sua se no seu nicho as empresas e produtores pagam altas comissões.

Tipos de comissão

Elas determinam o tipo de programa de comissionamento. Assim, temos:

CPC (Custo por Clique)

A comissão baseada no número de cliques obtidos pelo link do afiliado. O link pode ser divulgado em um blog, nas redes sociais e em anúncios pagos. Normalmente as empresas ou produtores, fornecem aos afiliados os criativos e os materiais gráficos. Mas, na maioria das vezes não impedem que você crie os seus próprios materiais. Claro, desde que estejam de acordo com algumas regras gráficas. O canva.com pode te ajudar com os seus criativos.

CPA (Custo por Ação)

A comissão é paga por uma ação. Ela é medida pela finalização da compra do produto recomendado nos programas de afiliação. O afiliado é comissionado após ter registrado uma conversão de vendas. Ou seja, após a marcação do seu link de afiliado pelos cookies. Você também pode ganhar comissões para captar leads. Por exemplo, uma pessoa que chega a um formulário de inscrição, usando o seu link de afiliado, e o preenche com os dados dela.

Recorrência

Em seguida, temos o comissionamento por compras recorrentes de produto. Então, a empresa ou produtor, além de pagar pela primeira venda, paga por qualquer venda posterior à primeira. Muitos também pagam a comissão para o afiliado se o cliente comprar um produto diferente. Este modelo também é usado para produtos por assinatura. Ou seja, o afiliado é comissionado de acordo com o tempo de sua assinatura.

Bonded (Cadastro)

Por fim, este tipo de comissionamento também é usado para cadastros. Entretanto, neste caso não é necessário que o usuário compre, mas sim que preencha um formulário. Ao se tornar um cliente potencial, ou seja, um lead, todas as compras subsequentes que o cliente indicado pelo afiliado o site irão gerar comissões para ele. Simplificando, você não recomenda produtos para vendas diretas e sim para o cadastro e venda de diversos produtos.

Plataformas de Programas de marketing de afiliados no Brasil

Amazon

O programa de afiliados da Amazon é um dos maiores e mais populares. Ele possibilita que você tire proveito do imenso potencial de vendas da Amazon. Certamente, você deve considerá-lo como uma de suas alternativas de afiliação. Enfim, o funcionamento é bem simples. Basta você enviar clientes para a Amazon ou para a página de um produto vendido lá . Caso a venda seja feita você recebe a comissão. Porém, existem duas grandes desvantagens:

As comissões são baixas.

O tempo de conversão do cookie é de apenas 24 horas.

Mas, caso você tenha um bom blog que recebe bastante tráfego, aproveite a popularidade dessa plataforma. Nela encontrará uma grande fonte para ganhar dinheiro extra. A imensidão do catálogo de produtos da Amazon permitirá que você promova muitos produtos em um determinado nicho. Tanto os baratos quanto os caros. As comissões variam de 1% a 12%.

O registo é bastante fácil e rápido. Você poderá se inscrever nos programas de afiliados de outros países. As comissões são pagas quando você atinge um valor “X” em reais. Esse valor varia de tempos em tempos. Então, visite a plataforma para descobrir o valor atual. Os pagamentos são feitos automaticamente. Porém, só quando for atingido esse valor mínimo. O pagamento é feito diretamente em sua conta bancária cadastrada. 

Finalmente, após concluir o seu cadastro, você poderá criar os seus links de afiliados. Aí é só inserir esses links no seu blog, e-mail marketing ou nas suas redes sociais. Por fim, você poderá rastrear as suas conversões através do painel da conta de afiliado na Amazon.

Hotmart

É uma plataforma especializada na venda de produtos digitais. A Hotmart está presente em mais de 188 países Seu catálogo de produtos é extenso e abrange 24 categorias. Certamente é a plataforma de afiliados mais utilizada por quem quer vender os seus produtos ou serviços ou quer se tornar um afiliado.

As comissões podem chegar a 80% do custo de venda do produto. A Hotmart desconta do produtor os impostos e uma % do valor que é paga a ela como comissionamento. Por fim, é uma plataforma muito segura, confiável e automatizada.

Da mesma forma, a plataforma te fornece informações importantes sobre os produtos. Assim sendo, você pode escolher os melhores produtos para você vender de acordo com três critérios:

  1. Temperatura. Funciona realmente como um termômetro em graus. Enfim, mostra os produtos que têm as vendas mais altas em um curto espaço de tempo. Do mesmo modo, que tem a menor quantidade de reembolsado por devolução do produto. Portanto, quanto maior a temperatura, mais determinado produto atende aos requisitos descritos acima.
  2. Satisfação. Ou seja, os produtos com melhor classificação dos usuários quanto a satisfação. O número de vendas por si só não é um indicador que possa ser sempre positivo. Então a sua pontuação deve ser validada através de um maior número de avaliações positivas.
  3. Blueprint. Em conclusão, eu acho esse ponto importantíssimo. Ele mede a qualidade dos materiais disponibilizados pelo produtor. Ou seja, se a página de vendas é boa, se os textos e imagens são bons. Igualmente se a comissão e o preço final são atraentes e competitivos. Portanto, escolha um produto com uma porcentagem de 60% ou mais no blueprint.

Ver o Programa de Afiliados da Hotmart

Monetizze

A Monetizze é uma plataforma de gestão, afiliação e venda de infoprodutos, ou seja, produtos digitais, e também venda de produtos físicos. Aqui está a grande diferença dessa plataforma em relação à Hotmart. A venda de produtos físicos.

As comissões também podem chegar a 80% do custo de venda do produto. Da mesma forma que a Hotmart, a Monetizze desconta do produtor os impostos e uma % do valor que é paga a ela como comissionamento. Igualmente, é uma plataforma muito segura, confiável e automatizada.

Eduzz

A Eduzz é uma plataforma para vendas de produtos digitais. Seja venda dos produtos pelo infoprodutor ou pelo afiliado a esses produtos digitais. O

Semelhante à Hotmart e a Monetizze, a Eduzz é especializada na venda de produtos digitais. Porém, como na Monetizze, também vende produtos físicos.

As comissões também podem chegar a 80% do custo de venda do produto. Da mesma forma que a Hotmart e a Monetizze, a Eduzz desconta do produtor os impostos e uma % do valor que é paga a ela como comissionamento. Igualmente, é uma plataforma muito segura, confiável e automatizada.

Rakuten

É uma das redes de afiliados mais importantes do Brasil e a diferença é que esta plataforma de afiliados trabalha com grandes marcas. É possível ser afiliado de empresas em vários segmentos. Como por exemplo moda, cursos online, bancos e etc. Possui mais de 29.000 anunciantes renomados e presença em 15 países.

Ela é uma ótima opção. Mas recomendamos que você espere até ter um blog mais estabelecido com uma boa quantidade de tráfego para ter mais oportunidades de se afiliar a uma marca. 

A interface é simples e intuitiva. Permite fácil geração de links de afiliados. Porém como desvantagem você não terá acesso a informações sobre as comissões até que seja um afiliado.

Awin

A Awin é mais uma das plataformas de afiliados com a qual você pode ganhar dinheiro online divulgando produtos físicos. O grande destaque fica com o incrível número de lojas muito conhecidas dos brasileiros que participam dessa plataforma.

Tem um catálogo extenso de produtos. Igualmente eles são bem variados e de diversos segmentos. É considerada um dos melhores programas de afiliados para ganhar dinheiro online ou dinheiro extra recomendando produtos físicos.

Lomadee

A Lomadee é um programa bem parecido com a Rakuten. A Lomadee é uma plataforma especializada em produtos físicos e serviços. Ela conta com diversas redes varejistas, lojas de marca e outros anunciantes renomados.

Ela pode complementar o seu portfólio de produtos e marcas divulgado pelos programas de afiliação da Amazon, Rakuten ou Awin.

O sistema de gerenciamento de anúncios e comissão deste programa de afiliados. Da mesma forma, é muito exigente na aceitação de afiliados. Portanto, assegure-se de ter um bom site para que você seja aprovado.

Udemy

A Udemy é uma plataforma educacional especializada na divulgação de cursos online em formato de vídeo. É muito popular em todos os países em que ela atua. Certamente é um dos melhores programas de afiliados para quem quer trabalhar como afiliado vendendo cursos online. 

Atualmente, se você for afiliado da Rakuten, facilmente se afiliará a Udemy. Afinal, a Udemy colocou o seu programa de afiliados nessa plataforma de afiliados. É uma boa alternativa se você tem um público que busca um treinamento de acordo com os temas que você costuma tratar no seu blog.

A plataforma garante % de comissões competitivas. Porém você só saberá as comissões depois de escolher se afiliar a um dos cursos. Porém, os cursos são baratos. Então uma desvantagem são as baixas comissões em valores. Mas pelos cursos serem baratos, você vende mais. Portanto você ganha no volume.

Uma das vantagens da Udemy é a enorme variedade de cursos para escolher. Outra vantagem, é que além de receber as comissões ganhas, você poderá também trocar esses valores de comissões por conteúdos exclusivos ou descontos em cursos que você queira fazer. A Udemy oferece vários formatos para usar os links de afiliados. Do mesmo modo, fornece ferramentas para ajudá-lo a obter mais vendas. 

Por fim, possui uma plataforma de acompanhamento de desempenho das vendas e de suas campanhas bem completa. Portanto, ela facilita bastante o gerenciamento das suas comissões.

Conclusão

Então, você está pronto para começar a trabalhar com o marketing de afiliados? Ainda que você não tenha todas as ferramentas ou recursos disponíveis, você já pode começar. Afinal você já tem todas as informações que precisa para começar a construir, passo a passo, o seu próprio negócio online de afiliados.

Porém, não se esqueça de aplicar os princípios e as recomendações feitas neste post. Seja um criador de conteúdo relevante. 

Em conclusão, recomende apenas os produtos e serviços que você usaria, Do mesmo modo, que gerem um bom comissionamento para você e uma grande satisfação para os seus clientes!

Se você gostou desse post “Marketing de Afiliados: Como Ganhar Dinheiro com ele” comente abaixo e compartilhe nas suas redes sociais.

Escrito por: Homero S. Mônaco F. é formado em Comunicação e Marketing pela FAAP. Atua na área de marketing desde 1998 e marketing digital desde 2001. Possui MBA em gestão empresarial pela FGV. Trabalha como CMO de Marketing Digital, consultor de marketing online e é empreendedor digital nas horas vagas.

Caso queira usar esse artigo “Marketing de Afiliados: Como Ganhar Dinheiro com ele” é só entrar em contato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!
Precisa de ajuda?